Translate

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Só depende de vc!



"Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje. Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício. Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo. Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido. Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho. Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus por ter um teto para morar. Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades. Se as coisas não saíram como planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar. O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma. Tudo depende só de mim."



Só depende de vc.. É engraçado quando culpamos alguém pela vida sem graça que muitas vezs levamos, e quando na verdade tudo depende de nós mesmo.



VC SEMPRE PODE MUDAR O RUMO DA SUA HISTÓRIA..BASTA UM PASSO E VC JÁ NÃO ESTARÁ MAIS NO MESMO LUGAR..É SÓ QUESTÃO DE ATITUDE!!!



Dever de sonhar...



Eu tenho uma espécie de dever, dever de sonhar, de sonhar sempre, pois sendo mais do que um espetáculo de mim mesmo, eu tenho que ter o melhor espetáculo que posso. E, assim, me construo a ouro e sedas, em salas supostas, invento palco, cenário para viver o meu sonho entre luzes brandas e músicas invisíveis.




Fernando Pessoa

Vale a pena sonhar!







Bom, se pudesse teria me arriscado a dizer ao proprietário daquela casa: “Não desista dos seus sonhos!”. Ou diria ainda para ter calma antes de abrir mão de tudo. Na hora das decisões é sempre prudente ponderar entre o sentimento e a razão. Onde estarão os motivos que o levaram a construir



E os que foram realizados, considere-os como
 sinais de que é possível ir mais longe quando acreditamos e não paramos nas barreiras. Elas existem para ser superadas.






Era uma manhã de sábado enquanto caminhava pelo vilarejo do litoral baiano, uma paisagem, entre tantas, me chamou atenção: uma casinha com alpendres, varandas e muitas flores nativas, daquelas bem simples, que nascem e crescem sem exigir cuidados, com cores diversas e vibrantes, beleza simples e original.


Atraída pela beleza, aproximei-me da casa e, como não havia ninguém, fiquei bem à vontade para observar os detalhes. Em pouco tempo percebi uma placa pendurada no alto do portão central, onde estava escrito escrito: “Vendo, troco ou alugo. Faço qualquer negócio”. Logo pensei no proprietário da casa. “Por que será que está tão decidido a se desfazer desta propriedade?”
A casa parecia bem planejada. Tinha detalhes de bom gosto, sinais de delicadeza. Deduzi que se o dono estava assim tão disposto a se desfazer dela, certamente seus sonhos teriam se perdido no tempo.

Já faz alguns anos que vivi este fato, mas até hoje penso no assunto. Dizem que sonhos não envelhecem, eu concordo. Aliás os sonhos nos mantêm vivos. “Quem deixou de sonhar já parou de viver…”, diz o poeta.

E quanto a você que agora lê meus escritos de um fim de tarde: Por onde andam seus sonhos? Quer falar sobre isso? Pode ser que, por algum motivo, também tenha colocado uma “placa de venda” neles, abrindo mão deles. Ou pode ser também que não tenha se desfeito da “casinha”, mas vive nela por viver… Por alguma razão, tenha perdido o entusiasmo e o encanto pela vida. Neste caso, o pior é que todas as vezes em que pensa nos detalhes de seus sonhos é como se tocasse em feridas da alma, o coração aperta e dói. Eu sei, não é fácil, mas é possível superar esse sentimento, com a graça de Deus! Eu sou testemunha disso.

Vou mais além: será que nos “vilarejos” de sua história há algum sinal de desistência? Pensar em seus sonhos de criança lhe causa alegria ou tristeza? Seja como for, convido-o a valorizar seus sonhos. Eles são seus e isso os torna preciosos, exclusivos e muito valiosos.

É certo que existem sonhos em nossa vida que, por diversas circunstâncias, não foram nem serão realizados. Aí precisamos encontrar em Deus uma maneira de enfrentar a realidade sem nos deixar contagiar pela decepção. Uma maneira de lidar com situações assim é fazer, por exemplo, a leitura dos acontecimentos valorizando o que existe de bom em nossa história, de forma a permitir que Deus cure o que sobrou da dor.

Recordo-me de um sonho que tinha quando era criança. Por admirar a relação dos meus pais e sabendo que eles sempre foram pobres, pensava em fazer uma festa bonita na comemoração dos seus cinquenta anos de casados. So que isso não aconteceu. Quando faltavam apenas dois anos para o acontecimento o meu pai faleceu. Lembro-me de que quando voltamos do velório, fomos rever algumas fotos e minha mãe mostrou-me uma que eu havia guardado para fazer o convite das bodas, ela sabia desse meu desejo e partilhou comigo, em lágrimas, a sua dor. Senti naquela hora que não seria possível realizar o sonho que eu havia aliado
havia tanto tempo e a dor da perda do meu pai se misturava com mais essa perda. Pode parecer uma coisa simples, mas para quem a vive não o é.

No meu caso, precisei entregar a situação a Jesus e pedir-Lhe várias vezes que curasse meu coração, pois todas as vezes em que ouvia falar em “bodas de ouro” sentia tristeza e lembrava meu sonho desfeito. Hoje graças a Deus, já superei isso. Deus foi mostrando-me as inúmeras graças de ter uma família como tenho e a presença do meu pai por tanto tempo em meio a nós. E fez-me perceber que muito mais valia isso do que fazer uma festa bonita sem ter o que realmente celebrar. Lembro-me ainda de muitos outros sonhos de criança, alguns que ainda busco realizar, outros que já realizei e sou grata. Por exemplo, eu sonhava, desde pequena, em me casar às 18 horas e entrar na igreja ao som da Ave-Maria com um buquê de flores e um terço na mão, seria uma homenagem a Nossa Senhora. Casei no ano passado e Deus providenciou tudo para que fosse assim e foi lindo!

Quando vejo as fotos e penso naquele dia fico contente por ter realizado mais um sonho, e por aí vai… A vida segue seu rumo e precisamos seguir o nosso também. Certamente na sua vida não é diferente, imagino que você possua sonhos que já tenha conseguido realizar e outros, não. Mas se entre os sonhos que não realizamos existem tantos outros que conseguimos realizar, por que pararmos na dor?

Por outro lado, quando falamos de sonhos possíveis de realizar, é preciso acreditar e lutar por eles com tudo que temos, sem desistir até o último instante. Por isso, hoje, não permita que situações ou pessoas roubem sua vontade de sonhar. Jesus Cristo foi um grande sonhador. Ele sempre falou de sonhos e nunca deixou de encarar Sua realidade humana e divina. Seu exemplo e Sua vitória nos contagiam e nos chamam a segui-Lo confiantes, buscando a cada dia fazermos a nossa parte. Sonhos não viram realidade num toque de mágica, a alegria da vitória passa pela luta de cada dia. Coragem!

 Talvez, hoje, seja um ótimo dia para você voltar aos “vilarejos” de sua história, tirar as “placas” que denunciam desistência e voltar a sonhar, tomar posse do que já é seu. Não abra mão dos seus sonhos!

Se você não realizou seus sonhos, entregue-os a Deus, não deixe que a lembrança deles lhe roube a alegria.





Estamos juntos! Rezo por você. Seus sonhos podem se tornar realidade se você acreditar. Vale a pena sonhar!

segunda-feira, 22 de agosto de 2011



"Eu não estou neste mundo para viver correspondendo às expectativas de ninguém, nem acho que o mundo deva corresponder às minhas."




Fritz Pearl
 
"Eu não estou neste mundo para viver correspondendo às expectativas de ninguém, nem acho que o mundo deva corresponder às minhas."




Fritz Pearl

Para que serve uma relação?





Definição mais simples e exata sobre o sentido de mantermos uma relação?

"Uma relação tem que servir para tornar a vida dos dois mais fácil".

Vou dar continuidade a esta afirmação porque o assunto é bom, e merece ser desenvolvido.

Algumas pessoas mantém relações para se sentirem integradas na sociedade, para provarem a si mesmas que são capazes de ser amadas, para evitar a solidão, por dinheiro ou por preguiça. Todos fadados à frustração.Uma armadilha.

Uma relação tem que servir para você se sentir 100% à vontade com outra pessoa, à vontade para concordar com ela e discordar dela, para ter sexo sem não-me-toques ou para cair no sono logo após o jantar, pregado.

Uma relação tem que servir para você ter com quem ir ao cinema de mãos dadas, para ter alguém que instale o som novo, enquanto você prepara uma omelete, para ter alguém com quem viajar para um país distante, para ter alguém com quem ficar em silêncio, sem que nenhum dos dois se incomode com isso.

Uma relação tem que servir para, às vezes, estimular você a se produzir, e, quase sempre, estimular você a ser do jeito que é, de cara lavada uma pessoa bonita a seu modo.

Uma relação tem que servir para um e outro se sentirem amparados nas suas inquietações, para ensinar a confiar, a respeitar as diferenças que há entre as pessoas, e deve servir para fazer os dois se divertirem demais, mesmo em casa, principalmente em casa.

Uma relação tem que servir para cobrir as despesas um do outro num momento de aperto, e cobrir as dores um do outro num momento de melancolia, e cobrirem o corpo um do outro, quando o cobertor cair.

Uma relação tem que servir para um acompanhar o outro no médico, para um perdoar as fraquezas do outro, para um abrir a garrafa de vinho e para o outro abrir o jogo, e para os dois abrirem-se para o mundo, cientes de que o mundo não se resume aos dois.



Dr. Drauzio Varela

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Tem sempre alguém torcendo por você!


Quero dividir com você um texto belíssimo de Carlos Drummond de Andrade, falando sobre  torcida, mas nada a ver com futebol ou qualquer outro tipo de esporte. Falo da torcida vinda do coração de pessoas que passam a vida torcendo  pela gente. Espero que goste:

“Mesmo antes de nascer, já tinha alguém torcendo por você.
Tinha gente que torcia para você ser menino.
Outros torciam para você ser menina.
Torciam para você puxar a beleza da mãe, o bom humor do pai.
Estavam torcendo para você nascer perfeito.
Daí continuaram torcendo.
Torceram pelo seu primeiro sorriso, pela primeira palavra , pelo primeiro passo.
O seu primeiro dia de escola foi a maior torcida.
E de tanto torcerem por você, você aprendeu a torcer.
Começou a torcer para ganhar muitos presentes e flagrar Papai Noel.
Torcia o nariz para o quiabo e a escarola.
Mas torcia por hambúrguer e refrigerante.
Começou a torcer até para um time.
Provavelmente, nesse dia, você descobriu que tem gente que torce diferente de você.
Seus pais torciam para você comer de boca fechada, tomar banho, escovar os dentes, estudar inglês e piano.
Eles só estavam torcendo para você ser uma pessoa bacana.
Seus amigos torciam para você usar brinco, cabular aula, falar palavrão.
Eles também estavam torcendo para você ser bacana.
Nessas horas, você só torcia para não ter nascido.
E por não saber pelo que você torcia, torcia torcido.
Torceu para seus irmãos se ferrarem, torceu para o mundo explodir.
E quando os hormônios começaram a torcer, torceu pelo primeiro beijo, pelo primeiro amasso.
Depois começou a torcer pela sua liberdade.
Torcia para viajar com a turma, ficar até tarde na rua.
Sua mãe só torcia para você chegar vivo em casa.
Passou a torcer o nariz para as roupas da sua irmã, para as ideias dos professores e para qualquer opinião dos seus pais.
Todo mundo queria era torcer o seu pescoço.
Foi quando até você começou a torcer pelo seu futuro. Torceu para ser médico, músico, advogado.
Na dúvida, torceu para ser físico nuclear ou jogador de futebol.
Seus pais torciam para passar logo essa fase.
No dia do vestibular, uma grande torcida se formou. Pais, avós, vizinhos, namoradas e todos os santos torceram por você.
Na faculdade, então, era torcida pra todo lado. Para a direita, esquerda, contra a corrupção, a fome na Albânia e o preço da coxinha na cantina.
E, de torcida em torcida, um dia teve um torcicolo de tanto olhar para ela.
Primeiro, torceu para ela não ter outro.
Torceu para ela não te achar muito baixo, muito alto, muito gordo, muito magro.
Descobriu que ela torcia igual a você.
E de repente vocês estavam torcendo para não acordar desse sonho.
Torceram para ganhar a geladeira, o micro-ondas e a grana para a viagem de lua-de-mel.
E daí pra frente você entendeu que a vida é uma grande torcida.
Porque, mesmo antes do seu filho nascer, já tinha muita gente torcendo por ele.
Mesmo com toda essa torcida, pode ser que você ainda não tenha conquistado algumas coisas.
Mas muita gente ainda torce por você!
Se procurar bem você acaba encontrando.
Não a explicação (duvidosa), mas a poesia (inexplicável) da vida.”


Carlos Drummond de Andrade

Hoje eu desejo

sábado, 4 de junho de 2011

A historia do BAMBU

Certo dia decidi dar-me por vencido, renunciei ao meu trabalho, às minhas relações, e à minha fé. Resolvi desistir até da minha vida. Dirigi-me ao bosque para ter uma última conversa com Deus. "Deus," eu disse, "poderias dar-me uma boa razão para eu não entregar os pontos?"

Sua resposta me surpreendeu:

"Olha em redor. Estás vendo a samambaia e o bambu?"


"Sim, estou vendo", respondi.


"Pois bem. Quando eu semeei as samambaias e o bambu, cuidei deles muito bem. Não lhes deixei faltar luz e água. A samambaia cresceu rapidamente, seu verde brilhante cobria o solo. Porém, da semente do bambu nada saía. Apesar disso, eu não desisti do bambu. No segundo ano, a samambaia cresceu ainda mais brilhante e viçosa. E, novamente, da semente do bambu, nada apareceu. Mas, eu não desisti do bambu. No terceiro ano, no quarto, a mesma coisa... Mas, eu não desisti. Mas... no quinto ano, um pequeno broto saiu da terra. Aparentemente, em comparação com a samambaia, era muito pequeno, até insignificante. Seis meses depois, o bambu cresceu mais de 50 metros de altura. Ele ficara cinco anos afundando raízes. Aquelas raízes o tornaram forte e lhe deram o necessário para sobreviver. A nenhuma de minhas criaturas eu faria um desafio que elas não pudessem superar".

E olhando bem no meu íntimo, disse:

"Sabes que durante todo esse tempo em que vens lutando, na verdade estavas criando raízes? Eu jamais desistiria do bambu. Nunca desistiria de ti. Não te compares com outros. O bambu foi criado com uma finalidade diferente da samambaia, mas ambos eram necessários para fazer do bosque um lugar bonito".


"Teu tempo vai chegar", disse-me Deus.

 "Crescerás muito!"

"Quanto tenho de crescer?", perguntei.

"Tão alto como o bambu", foi a resposta.

E eu deduzi:

"Tão alto quanto puder!"


Um escritor de nome Covey escreveu: "Muitas coisas na vida pessoal e profissional são iguais ao bambu chinês. Você trabalha, investe tempo, esforço, faz tudo o que pode para nutrir seu crescimento e, às vezes, não vê nada por semanas, meses ou anos. Mas se tiver paciência para continuar trabalhando, persistindo e nutrindo, o seu quinto ano chegará e, com ele, virão um crescimento e mudanças que você jamais esperava".

O bambu chinês nos ensina que não devemos facilmente desistir de nossos projetos, de nossos sonhos... Devemos sempre lembrar do bambu chinês para não desistirmos facilmente diante das dificuldades que surgirão. Procure cultivar sempre dois bons hábitos em sua vida: a persistência e a paciência, pois você merece alcançar todos os seus sonhos! É preciso muita fibra para chegar às alturas e, ao mesmo tempo, muita flexibilidade para se curvar ao chão. Nunca te arrependas de um dia de tua vida. Os bons dias te dão felicidade. Os maus te dão experiência. Ambos são essenciais para a vida. A felicidade te faz doce. Os problemas te mantêm forte. As penas te mantêm humano. As quedas te mantêm humilde.



O bom êxito te mantém brilhante.
Mas, só Deus te mantém caminhando...


Creditos - http://lidivieira.blogspot.com/ - visite vc vai adorar!!!

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Abrace


O seu abraço é especial para a outra pessoa e para você. Conceda-o com alegria.

O abraço, como o sorriso, transmite força, esperança, paz. Ele quebra o frio do coração, a tristeza

oculta da alma, os desalentos.

Leva tranqüilidade a quem está afoito, força

para quem está débil, afago para o carente.



No abraço você se estende, comunica-se, abre-se,

vibra e faz grande bem, até sem perceber.

Se não puder abraçar, transmita um bom

pensamento para quem está a sua frente.

Quem abraça com fé boa pessoa é.

domingo, 29 de maio de 2011

"Às vezes é necessário...

"Às vezes é necessário...sair da linha...deixar de ser "boa moça"...apertar o botão FODA-SE muito mais forte...chutar o balde...jogar tudo para o alto...dizer NÃO...gritar extremamente alto ...colocar as mágoas na mesa...parar de engolir sapos...perder as estribeiras...socar algo (não alguém!)...quebrar os próprios limites...Declarar GUERRA!e sair de cena livre, leve e solta."



sair da linha...

deixar de ser "boa moça"...

apertar o botão FODA-SE muito mais forte...

chutar o balde...

jogar tudo para o alto...

dizer NÃO...

gritar extremamente alto ...

colocar as mágoas na mesa...

parar de engolir sapos...

perder as estribeiras...

socar algo (não alguém!)...

quebrar os próprios limites...

Declarar GUERRA!



e sair de cena livre, leve e solta."

Perder faz parte do jogo


Todos querem ganhar. Mas, em alguns momentos, queira ou não, a gente acaba perdendo. E, então, vem a revolta. Que atire a primeira pedra quem sempre consegue “perder com elegância”. Depois, vem a cobrança pelo fracasso. E, nessa hora, não adianta ninguém dizer que o importante é competir. Porque competir é ótimo, mas, pense, quem se prepara para uma competição e treina até não poder mais, não tem como não ficar frustrado quando perde. O que precisamos saber é que as vitórias são passageiras e ninguém ganha sempre. Por isso, não há motivo para se sentir diminuída quando algo não der certo. As derrotas servem para você corrigir possíveis falhas e se fortalecer, para tentar novamente. Vale mesmo é o aprendizado, não o resultado, afinal a vida nada mais é que um delicioso jogo de perdas e ganhos.

Então, jogue a tristeza fora e use a energia da frustração para seguir em frente com confiança. Quem não perde não conhece o sabor da superação!

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Deus Falou Comigo!!!

Deus fala conosco todos os dias! Basta prestar atenção.



Hoje acordei ouvindo a voz de Deus.
Aliás, todos os dias eu a ouço… No cantar dos pássaros, na luz do sol, no vento balançando as folhas das árvores, nas pessoas caminhando, nos carros percorrendo avenidas, nos amigos se encontrando, nos casais se amando… Mas hoje eu a ouvi ainda mais pertinho. Depois de dias sem chuva aqui em São Paulo, 7 de setembro amanheceu debaixo de muita água.
 Era Deus discursando e dizendo a todos para agradecer a vida, agradecer a graça de estar vivo e de poder desfrutar de tudo aquilo que nos cerca… até mesmo os dias mais secos.
Tudo tem sua razão de ser e Ele sempre sabe o que faz (e a hora que deve fazer).




Obrigada Deus por falar sempre comigo

O que vc quer para vc!!!

Há sempre uma segunda chance


Todos nós já perdemos alguma oportunidade na vida. Olhamos para trás e questionamos o motivo de não termos nos empenhado mais nesta ou naquela situação. E a sensação é de termos jogado fora uma boa chance que a vida nos deu. Mas aprendi que Deus sempre nos reserva outro momento.



Você pode não ser capaz de reviver sua infância, mas Ele pode tornar o restante de sua vida tão cheio de boas realizações que isso compensará as oportunidades perdidas.



Para cada chance que se foi, Deus pode fazer o tempo voltar e colocar coisas ainda maiores e melhores no seu caminho. Basta acreditar e não cometer o erro de se conformar com tudo.



Jogou fora algo que queria muito? Ainda há tempo de recuperar. Refaça o caminho, reveja suas atitudes, tente novamente. Para quem não se entrega porque desperdiçou um momento, muitas outras coisas boas acontecem novamente. Deixar-se dominar pelo desânimo por conta da chance desperdiçada é tudo o que Deus não quer para você. Recomece, porque o importante não é quantas vezes você cai, mas a vontade que você tem de se levantar!



Bom Final De Semana e fique com Deus.

sábado, 21 de maio de 2011

Ser Chique




Nunca o termo "chique" foi tão usado para qualificar pessoas, como nos dias de hoje. A verdade é que ninguém é chique por decreto. E algumas boas coisas da vida, infelizmente, não estão à venda.

Elegância é uma delas.

Assim, para ser chique é preciso muito mais que um guarda-roupa ou closet recheado de grifes famosas e importadas. Muito mais que um belo carro italiano.


O que faz uma pessoa chique, não é o que essa pessoa tem, mas a forma como ela se comporta perante a vida.


Chique mesmo é quem fala baixo. Quem não procura chamar atenção com suas risadas muito altas, nem por seus imensos decotes e nem precisa contar vantagens, mesmo quando estas são verdadeiras.

Chique é atrair, mesmo sem querer, todos os olhares, porque se tem brilho próprio.

Chique mesmo é ser discreto, não fazer perguntas ou insinuações inoportunas, nem procurar saber o que não é da sua conta.

Chique mesmo é parar na faixa e dar passagem ao pedestre e evitar se deixar levar pela mania nacional de jogar lixo na rua.

Chique mesmo é dar bom dia ao porteiro do seu prédio e às pessoas que estão no elevador.

É lembrar do aniversário dos amigos.

Chique mesmo é não se exceder jamais! Nem na bebida, nem na comida, nem na maneira de se vestir.

Chique mesmo é olhar nos olhos do seu interlocutor. É "desligar o radar" quando estiverem sentados à mesa do restaurante, e prestar verdadeira atenção à sua companhia.

Chique mesmo é honrar a sua palavra, ser grato a quem o ajuda, correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios.

Chique mesmo é não fazer a menor questão de aparecer, ainda que você seja o homenageado da noite!

No entanto, para ser chique, chique mesmo, você tem, antes de tudo, de se lembrar sempre de quão breve é a vida e de que, ao final e ao cabo, vamos todos retornar ao mesmo lugar, na mesma forma de energia.

Portanto, não gaste sua energia com o que não tem valor, não desperdice as pessoas interessantes com quem se encontrar e não aceite, em hipótese alguma, fazer qualquer coisa que não lhe faça bem. Porque, no final das contas, chique mesmo é ser feliz!"

sábado, 14 de maio de 2011

A IMPONTUALIDADE DO AMOR



Você está sozinho. Você e a torcida do Flamengo.

Em frente a tevê, devora dois pacotes de Doritos enquanto espera o telefone tocar.

Bem que podia ser hoje, bem que podia ser agora, um amor novinho em folha.

Trimmm!

É sua mãe, quem mais poderia ser?

Amor nenhum faz chamadas por telepatia.

Amor não atende com hora marcada. Ele pode chegar antes do esperado e encontrar você numa fase galinha, sem disposição para relacionamentos sérios.

Ele passa batido e você nem aí. Ou pode chegar tarde demais e encontrar você desiludido da vida, desconfiado, cheio de olheiras.

O amor dá meia-volta, volver. Por que o amor nunca chega na hora certa?

Agora, por exemplo, que você está de banho tomado e camisa jeans.

Agora que você está empregado, lavou o carro e está com grana para um cinema.

Agora que você pintou o apartamento, ganhou um porta-retrato e começou a gostar de jazz. Agora que você está com o coração às moscas e morrendo de frio.

O amor aparece quando menos se espera e de onde menos se imagina.

Você passa uma festa inteira hipnotizado por alguém que nem lhe enxerga, e mal repara em outro alguém que só tem olhos pra você.

Ou então fica arrasado porque não foi pra praia no final de semana.

Toda a sua turma está lá, azarando-se uns aos outros.

Sentindo-se um ET perdido na cidade grande, você busca refúgio numa locadora de vídeo, sem prever que ali mesmo, na locadora, irá encontrar a pessoa que dará sentido a sua vida.

O amor é que nem tesourinha de unhas, nunca está onde a gente pensa.

O jeito é direcionar o radar para norte, sul, leste e oeste.

Seu amor pode estar no corredor de um supermercado, pode estar impaciente na fila de um banco, pode estar pechinchando numa livraria, pode estar cantarolando sozinho dentro de um carro.

Pode estar aqui mesmo, no computador, dando o maior mole.

O amor está em todos os lugares, você que não procura direito.

A primeira lição está dada: o amor é onipresente.

Agora a segunda: mas é imprevisível. Jamais espere ouvir “eu te amo” num jantar à luz de velas, no dia dos namorados. Ou receber flores logo após a primeira transa.

O amor odeia clichês.

Você vai ouvir “eu te amo” numa terça-feira, às quatro da tarde, depois de uma discussão, e as flores vão chegar no dia que você tirar carteira de motorista, depois de aprovado no teste de baliza.

Idealizar é sofrer. Amar é surpreender.



Martha Medeiros

Boa Noite!


Me chame de egoísta mas não quero que não durmas pensando em mim e sim que durmas com a minha pessoa boa noite!!!




Que vocês tenham uma boa noite de sono e que sonhe com os anjos beijinhos



Espero que vocês tenham uma ótima noite! Aproveitem e sonhem com os anjinhos...

Pouco antes de adormecer, sussurrem no ouvido do seu amor:


 " Eu te amo." " A vida é bela "

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Eva



Ela se despiu: curvas, curvas onde qualquer homem se perde, cabelos ao vento, delicadeza, fascínio, indefesa e perigosa ao mesmo tempo. Tinha aos seus pés pano, ouro e sapatos. Mas ela se despiu mais ainda: agora por completo. Ela foi além das roupas, se despiu para si mesma, pra se entender, pra saber quem ela é por dentro. E somente ela pôde ver a sua nudez interior. É o seu segredo secreto.

Ela abriu o guarda-roupas e disse: "Hoje eu vou de mim mesma". Então ela procurou e procurou; e quando disse "Não tenho nada pra vestir" é porque ela não estava se achando dentro daquele amontoado de panos recortados.

Quando ela escolheu a roupa, ela escolheu a que mais se parecia com ela, baseada no aspecto da sua personalidade que estava mais presente no momento. Porque quando uma mulher se produz ela está cultivando a sua individualidade; e se vestir na verdade significa mostrar parte da sua nudez interior.

Essa necessidade de querer mostrar o seu ser, partilhar a sua essência, que se diga doar-se, é o que significa ser mulher. Essa necessidade de querer se colocar pra fora em infinitos tipos de roupas, aparatos, sapatos, que representam as infinitas possibilidades do seu ser, é o que significa ser feminina.

tão ela se veste novamente. Se reveste. Se veste de si mesma. Porque o seu vestir é a pura expressão daquilo que ela é. Ela se despe, se veste e se adorna com as suas jóias, com os seus dramas, seus desejos escondidos atrás de uma "cara de paisagem", sua alegria e sua vivacidade.

Então ela escancara a boca em um sorriso; e o seu sorriso diz: "Eu sou feliz, porque sou livre". Porque expressão não é exibicionismo, expressão é liberdade. Em seguida ela solta um grito histérico e dança pelo meio da sala como uma louca; mas na verdade isso também é a expressão do que significa ser mulher. E vestida de respeito, auto-estima e valor próprio ela sai de casa.

Na rua ela recebe assovios de pedreiros, o indicativo básico de que uma mulher chama atenção. Mas ela torce pra não encontrar com caras sem noção que entendem que buzinar repetidas vezes pra uma mulher na rua significa alguma coisa. Ela cruza os dedos pra não ter que cruzar com caras que soltam as velhas cantadas toscas de boteco, aquelas em que um homem diz alguma bobagem que tirou da cabeça sem nenhum esforço e espera que a mulher se jogue aos seus pés.


Ela volta pra casa. No espelho, as roupas que ela veste e as jóias que ela carrega são um sinal pra dizer que ela quer ser tida como valiosa.


Ela encontrou um cara que implorou para ter a sua nudez, a sua beleza interior. Que foi atraído pelas curvas escondidas debaixo de um pano social. Ela se sentiu cuidada, porque elogio significa acariciar com palavras.


Ela foi notada por um cara que aceitou o risco de lhe galantear como homem sem parecer babaca, de pegar tocos, crises de indecisão, tapas, suportar TPMs e passar pelo longo processo de tirar peça por peça do seu vestuário sentimental para no fim obter o seu valioso e suado prêmio, o maior presente que um homem pode ter: o coração e o amor de uma mulher; uma mulher.


Ela se despe, veste a camisola e dorme.





By Leonardo Ângelos

REFLITA SEMPRE!


Quem dera eu aprendesse a viver cada dia como se fosse o último. O último para dizer “obrigada”. O último para dizer “me desculpa”. O último para dizer “eu te amo”. O último para abraçar cada pessoa amada com aquele abraço bom que faz um coração cantar para o outro. O último para apreciar a vida com o entusiasmo que não guarda nenhuma delícia nem ternura pra depois. O último para fazer as pazes. Para desfazer enganos. Para saborear com calma, como se me servissem um banquete, a preciosidade genuína que cada único respiro humano representa.



Quem dera eu aprendesse a viver cada dia como se fosse o último. O último pra esquecer tolices. O último para ignorar o que, no fim das contas, não tem a menor importância. O último para rir até o coração dançar. O último para chorar toda dor que não transbordou e virou nódoa no tecido da vida. O último para aprontar todas as artes que a emoção quiser. O último para ser útil em toda circunstância que me for possível. O último para não deixar o tempo escoar inutilmente entre os dedos das horas.

Quem dera eu aprendesse a viver cada dia como se fosse o último. O último para me maravilhar diante de cada expressão da natureza com o olhar demorado de quem olha pela primeira vez. O último para ouvir aquela música que acende sóis por toda a extensão da minha alma. O último para ler, de novo, o poema que diz tanto de mim que eu me sinto caber nos olhos do poeta que o escreveu. O último para desembaraçar os fios emaranhados dos medos que me acompanham.

Quem dera eu aprendesse a viver cada dia como se fosse o último. Eu não perderia uma chance para me presentear com os agrados que me nutrem. Eu criaria mais oportunidades para dizer o meu amor. Para expressar a minha admiração. Para destacar para cada pessoa a beleza singular que ela tem. Para compartilhar. Eu não adiaria delicadezas. Não pouparia compreensão. Não desperdiçaria energia com perigos imaginários e com uma série de bobagens que só me afastam da vida.

Quem dera eu aprendesse a viver cada dia como se fosse o último, porque pode ser.







Ana Jácomo

terça-feira, 10 de maio de 2011

Quem Sou Eu?




• Eu sou a tua companhia do dia dia. Quem sou eu?




• Eu sou a tua maior ajuda ou o teu maior fardo. Quem sou eu?



• Eu vou elevar-te ao sucesso ou arrastar-te para o insucesso. Quem sou eu?



• Eu estou completamente ao teu comando. Quem sou eu?



• Metade das coisas que tu fazes, podes muito bem deixar a meu cargo e eu vou ser capaz de as executar rapidamente e de forma correcta. Quem sou eu?



• Eu sou fácil de lidar; tu só tens de ser meramente firme comigo. Quem sou eu?



• Mostra-me exactamente como é que queres que algo seja feito e após algumas lições vou executa-lo de forma automática. Quem sou eu?



• Eu sou um servo de todos os grandes homens. Quem sou eu?



• Aliás, de todos os falhados também. Quem sou eu?



• Todos os que são grandiosos, eu assim os criei. Quem sou eu?



• Todos os que são falhados, eu falhei com eles. Quem sou eu?



• Eu não sou uma máquina, mas trabalho com a precisão de uma. Mas também com a inteligência de um homem. Quem sou eu?



• Tu podes usar-me para a fortuna como também para a ruína, para mim tanto me faz. Quem sou eu?



• Utiliza-me, treina-me, sê firme comigo e vou colocar o mundo a teus pés. Quem sou eu?



• Se fores mole comigo eu vou destruir-te.



Quem sou eu ?

EU SOU APENAS UM HÁBITO!!

Felicidade!





"Sou feliz e não admito que ninguém me acorde."

( Martha Medeiros)


A Porta Do Lado - Dr. Draúzio Varella



Sabe quando um vizinho estaciona o carro muito encostado ao seu na garagem (ou pode ser na vaga do estacionamento do shopping). Em vez de simplesmente entrar pela outra porta, sair com o carro e tratar da sua vida, você bufa, pragueja, esperneia e estraga o que resta do seu dia.




Eu acho que esta história de dois carros alinhados, impedindo a abertura da porta do motorista, é um bom exemplo do que torna a vida de algumas pessoas melhor, e de outras, pior. Tem gente que tem a vida muito parecida com a de seus amigos, mas não entende por que eles parecem ser tão mais felizes.



Será que nada dá errado pra eles? Dá aos montes. Só que, para eles, entrar pela porta do lado, uma vez ou outra, não faz a menor diferença. O que não falta neste mundo é gente que se acha o último biscoito do pacote. Que 'audácia' contrariá-los!



São aqueles que nunca ouviram falar em saídas de emergência: fincam o pé, compram briga e não deixam barato. Alguém aí falou em complexo de perseguição? Justamente. O mundo versus eles.



Eu entro muito pela outra porta, e às vezes saio por ela também. É incômodo, tem um freio de mão no meio do caminho, mas é um problema solúvel. E como esse, a maioria dos nossos problemões podem ser resolvidos assim, rapidinho. Basta um telefonema, um e-mail, um pedido de desculpas, um deixar barato. Eu ando deixando de graça...



Pra ser sincero, vinte e quatro horas têm sido pouco para tudo o que eu tenho que fazer, então não vou perder ainda mais tempo ficando mal-humorado. Se eu procurar, vou encontrar dezenas de situações irritantes e gente idem; pilhas de pessoas que vão atrasar meu dia. Então eu uso a 'porta do lado' e vou tratar do que é importante de fato.



Eis a chave do mistério, a fórmula da felicidade, o elixir do bom humor, a razão por que parece que tão pouca coisa na vida dos outros dá errado. 'Quando os desacertos da vida ameaçarem o seu bom humor, não estrague o seu dia...Use a porta do lado e mantenha a sua harmonia. Lembre-se, o humor é contagiante - para o bem e para o mal - portanto, sorria, e contagie todos ao seu redor com a sua alegria.



A 'Porta do lado' pode ser uma boa entrada ou uma boa saída...


Experimente!!!

Mário Lago




"...Sonhar é dar à vida nova cor.

Dar gosto bom às lágrimas de dor.

O sol pode apagar, o mar perder a voz.

Mas nunca morre um sonho bom dentro de nós."

domingo, 1 de maio de 2011

A vocês meus amigos, dedico algumas palavras de sabedoria!

 

 




“Não sou grande nem pequeno, sou do tamanho que cabe em algum lugar em seu coração. Eu sou o Amor.”



Fonte: Jesus Cristo - Meu Senhor e meu Deus.



*



“Você conhece o relacionamento entre seus dois olhos?

Eles piscam juntos, eles se movem juntos, eles choram juntos, eles vêem coisas juntos e eles dormem juntos, embora eles nunca vejam um ao outro…

A amizade deveria ser exatamente assim!”





*



“Você que teme o Senhor, aprenda com os tombos que levou, aprenda com o amor que o pôs de pé novamente e não volte aos erros de outrora, nem se desvie para não acontecer de você se machucar, se ferir, cair e se destruir. Vocês que temem o Senhor, diz a Palavra, confiem n’Ele! Se você tem respeito por Deus, demonstre-o confiando n’Ele. Acredite que Ele é por você, acredite que o futuro está nas mãos d’Ele e que não existe nenhum plano do Todo-poderoso, envolvendo você, que não seja de felicidade e realização.”






*



“É preciso ter uma meta, e a nossa meta é muito grande. Quem se acostuma com as pequena não pode ir para o céu. O céu é para quem sonha grande, pensa grande, ama grande e tem a coragem de viver pequeno. Isso é o céu”Triunfe em vossos corações a paz, Isso também é no sentido interior. Essa paz não significa que você vai estar todo dia alegre, todo dia feliz. O triunfo da paz significa uma conquista; significa que vamos passar por problemas, por dificuldades. Em alguns dias, você vai estar para baixo e não com a mesma disposição de sempre, porque você é humano e precisa colocar o pé no chão, mas os olhos devem estar fexos em nosso alvo, Jesus. Ele é nossa paz nosso modelo.”



*



“Eu sou aquilo que Deus pensa de mim….

Eu gostaria de agradecer a todos que pelas inúmeras vezes me enxergaram melhor do que eu sou. Pela suas capacidades de me olhar devagar, já que nessa vida muita gente já me olhou depressa demais.”


*

 

”Deus é muito bom, nós é que nos desviamos do caminho divino. Ele mandou o Filho único para morrer por você e por mim. Se você pediu alguma coisa a Ele e ainda não foi atendida; calma! O Pai do céu tem o Seu tempo e nem sempre o que você quer é o melhor para você, e tudo concorre para o bem dos que amam a Deus.”



Fonte: Pe José Augusto

terça-feira, 19 de abril de 2011

Abraço que faz bem

Abraço que faz bem.Estamos chegando próximos as festas natalinas, época de trocar presentes, de festejar, de férias, de reunir amigos e familiares, de descanso, de ajudar o próximo, de comemorar as coisas boas e agradecer, de ouvir, perdoar e abraçar muito que nós amamos.



Muitas vezes o abraço vale mais que mil palavras. Ele pode significar coisas como: eu gosto de você, você é importante para mim, não vivo sem você, conte comigo pra tudo, obrigada por estar sempre ao meu lado, agradeço seu carinho, sou seu amigo, sei o que você sente, etc.

O abraço pode ter muitos significados, basta ser sincero que sempre passará uma boa mensagem. Além disso, o toque tem poderes ótimos sobre a saúde e o bem-estar. Passa uma sensação de carinho, proteção, ajuda, amor, conforto, felicidade, ajuda, alegria, tristeza, saudade, etc (são muitos sentimentos). O contato físico é muito importante e agradável, pois quando ocorre o toque durante o abraço, passamos tudo o que estamos sentindo para a outra pessoa e com isso valorizamos o amor, a alegria e a cumplicidade, o que alivia a dor, a tristeza, a agonia, a depressão e a ansiedade.



Vamos praticar este gesto belo, simples e que deixa qualquer pessoa feliz.

Abrace que está ao seu lado e mostre o quanto ele é importante para você. Pratique o abraço: faz bem para todos.

Para refletir

Gentileza



Será que é difícil ser gentil no dia-a-dia? Me faço essa pergunta todos os dias por ver sempre uma má resposta por trás de uma pergunta simples, uma indiferença com o problema e dificuldade do outro e a falta de paciência que temos uns com os outros. E quando digo vejo, não me incluo fora dessa lista, afinal, sou ser humano também e o estresse da rotina também faz parte da minha vida.


No entanto, depois de presenciar várias cenas desnecessárias, comecei a pensar, e se fosse comigo, como eu gostaria de ser tratada? Como eu gostaria que me respondessem tal dúvida?

Muitas pessoas vêem a gentileza como sinal de fraqueza, de ser rebaixado. Porém, é muito pelo contrário, GENTILEZA GERA GENTILEZA! É um ato nobre e belo!

O que custa ser gentil no serviço, no trânsito, em casa e em qualquer lugar que convivemos? O que custa dar um sorriso sempre que for responder alguém? Pensar nas palavras antes de soltá-las? Isso não custa nada e não leva tempo! Evita estresses, aborrecimentos!

E pensar dessa maneira que digo a vocês, tentem mudar seus hábitos, tentem mudar sua forma de tratar as pessoas. Boa convivência alegra o dia de qualquer pessoa e melhora o humor de qualquer um.





Leia mais:





http://www.espirito.org.br/

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Recomeçar



Não importa onde você parou…


em que momento da vida você cansou…

o que importa é que sempre é possível e

necessário “Recomeçar”.



Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo…

é renovar as esperanças na vida e o mais importante…

acreditar em você de novo.

Sofreu muito nesse período?

foi aprendizado…

Chorou muito?

foi limpeza da alma…



Ficou com raiva das pessoas?

foi para perdoá-las um dia…



Sentiu-se só por diversas vezes?

é porque fechaste a porta até para os anjos…

Acreditou que tudo estava perdido?

era o início da tua melhora…

Pois é…agora é hora de reiniciar…de pensar na luz…

de encontrar prazer nas coisas simples de novo.

Que tal

Um corte de cabelo arrojado…diferente?

Um novo curso…ou aquele velho desejo de aprender a

pintar…desenhar…dominar o computador…

ou qualquer outra coisa…



Olha quanto desafio…quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus te

esperando.



Tá se sentindo sozinho?

besteira…tem tanta gente que você afastou com o

seu “período de isolamento”…

tem tanta gente esperando apenas um sorriso teu

para “chegar” perto de você.



Quando nos trancamos na tristeza…

nem nós mesmos nos suportamos…

ficamos horríveis…

o mal humor vai comendo nosso fígado…

até a boca fica amarga.

Recomeçar…hoje é um bom dia para começar novos

desafios.

Onde você quer chegar? ir alto…sonhe alto… queira o

melhor do melhor… queira coisas boas para a vida… pensando assim

trazemos prá nós aquilo que desejamos… se pensamos pequeno…

coisas pequenas teremos…

já se desejarmos fortemente o melhor e principalmente

lutarmos pelo melhor…

o melhor vai se instalar na nossa vida.

E é hoje o dia da faxina mental…

joga fora tudo que te prende ao passado… ao mundinho

de coisas tristes…

fotos…peças de roupa, papel de bala…ingressos de

cinema, bilhetes de viagens… e toda aquela tranqueira que guardamos

quando nos julgamos apaixonados… jogue tudo fora… mas principalmente… esvazie seu coraçãoâ ¦ fique pronto para a vida… para um novo amor… Lembre-se somos apaixonáveis… somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes… afinal de contas… Nós somos o “Amor”…

” Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura.”



Carlos Drummond de Andrade.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Martha Medeiros



Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche. Saudade é não querer saber. Não querer saber se ele está com outra, se ela está feliz, se ele está mais magro, se ela está mais bela. Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama, e ainda assim, doer.





segunda-feira, 4 de abril de 2011

tudo uma mentira proposta por verdades.

Saudade é não querer saber. Não querer saber se ele está com outra, se ela está feliz, se ele está mais magro, se ela está mais bela. Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama, e ainda assim, doer.











Mentira se eu disser que não penso mais em você, e quantas páginas do amor já mereceu, os filósofos não dizem nada, que eu não possa dizer, e quantos versos sobre nós eu já guardei, deixa a luz daquela sala acesa, e me peça pra voltar.

Para Hoje!

Seja simplesmente você!

Hoje, eu decidi fazer algo novo.




Decidi ouvir o som, abafado, do meu sussurro e entender que algumas coisas são inexplicáveis e permanecerão, para sempre, imutáveis.

Meu coração rendeu-se ao silêncio e pude perceber que há, também, muitas outras coisas que podem ser lançadas no mar do esquecimento, e, essa atitude, muda, definitivamente... a história da minha vida.

Olhei-me atentamente, pela primeira vez e vi-me como, realmente, sou...

Olhe-me sem hipocresia...sem máscaras...sem desculpas...desnudei-me de mim mesma...

Meu coração guiou-me a um encontro com a minha humanidade!

Pude perceber que tornar-me humana significa reconhecer que não sou perfeita, que sou passível de errar, que não preciso ter todas as respostas. Percebi que tenho deficiências, áreas de sombra...desejos ocultos...fraquezas que não se podem serem confessadas.

Rasguei-me por dentro, ao confrontar-me com minha humanidade.

Percebi que viver no contexto da eternidade significa considerar-se infalível , ser cheio de arrogância, achar-se acima do bem e do mal.

Ser intolerante, julgar as pessoas por suas falhas...não ser compassivo...chegar ao extremo na busca pela perfeição. Que alto preço a se pagar!

Entretanto, não abro mão mais da minha humanidade.

Cometerei erros, terei decepções, sofrerei, mas, também, serei mais tolerante, menos arrogante...mais compreensiva...e saberei amar, de uma maneira plena, livre de pré-conceitos e preconceitos.

Essa será minha eterna busca: Morrer para mim mesma, e renascer, mais humana, a cada novo dia.
 
......................
 
Aninha*

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Eu....




"Sabe, eu acho que não sei fechar ciclos... colocar pontos finais. Comigo são sempre vírgulas, aspas, reticências. Eu vou gostando, eu vou cuidando, eu vou desculpando, eu vou superando, eu vou compreendendo, eu vou relevando, eu vou… e continuo indo, assim, desse jeito, sem virar páginas, sem colocar pontos. E vou dando muito de mim, e aceitando o pouquinho que os outros tem para me dar..."





eu, aninhablandim, pra quebrar um pouco do silêncio.
 
 

quinta-feira, 24 de março de 2011

Solte a panela



Certa vez, um urso faminto perambulava pela floresta em busca de alimento.

A época era de escassez, porém, seu faro aguçado sentiu o cheiro de comida e o conduziu a um acampamento de caçadores.

Ao chegar lá, o urso, percebendo que o acampamento estava vazio, foi até a fogueira, ardendo em brasas, e dela tirou um panelão de comida.

Quando a tina já estava fora da fogueira, o urso a abraçou com toda sua força e enfiou a cabeça dentro dela, devorando tudo.

Enquanto abraçava a panela, começou a perceber algo lhe atingindo.

Na verdade, era o calor da tina...

Ele estava sendo queimado nas patas, no peito e por onde mais a panela encostava.

O urso nunca havia experimentado aquela sensação e, então, interpretou as queimaduras pelo seu corpo como uma coisa que queria lhe tirar a comida.

Começou a urrar muito alto.

E, quanto mais alto rugia, mais apertava a panela quente contra seu imenso corpo.

Quanto mais a tina quente lhe queimava, mais ele apertava contra o seu corpo e mais alto ainda rugia.

Quando os caçadores chegaram ao acampamento, encontraram o urso recostado a uma árvore próxima à fogueira, segurando a tina de comida.

O urso tinha tantas queimaduras que o fizeram grudar na panela e, seu imenso corpo, mesmo morto, ainda mantinha a expressão de estar rugindo.



Quando terminei de ouvir esta história de um mestre, percebi que, em nossa vida, por muitas vezes, abraçamos certas coisas que julgamos ser importantes.

Algumas delas nos fazem gemer de dor, nos queimam por fora e por dentro, e mesmo assim, ainda as julgamos importantes.

Temos medo de abandoná-las e esse medo nos coloca numa situação de sofrimento, de desespero.

Apertamos essas coisas contra nossos corações e terminamos derrotados por algo que tanto protegemos, acreditamos e defendemos.

Para que tudo dê certo em sua vida, é necessário reconhecer, em certos momentos, que nem sempre o que parece salvação vai lhe dar condições de prosseguir.

Tenha a coragem e a visão que o urso não teve.

Tire de seu caminho tudo aquilo que faz seu coração arder.

Solte a panela!

- Martha Medeiros -

De todos os versos de amoras rimas e frases reinventadasas jogadas de efeitoos subterfúgios e os hai-kaisanotações de diáriode todos os nomes que deipara crises de adolescênciae carências plagiadasde todo o minimalismoclichês e letras de músicade toda minha literaturavocê ainda é a melhor página... - Martha Medeiros

De todos os versos de amor

as rimas e frases reinventadas
as jogadas de efeito
os subterfúgios e os hai-kais
anotações de diário
de todos os nomes que dei
para crises de adolescência
e carências plagiadas
de todo o minimalismo
clichês e letras de música
de toda minha literatura
você ainda é a melhor página...

Para Refletir: O Poder das Palavras



Num lugar por onde passavam muitas pessoas, um mendigo sentava-se na calçada e ao lado colocava uma placa com os dizeres:

Vejam como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem humorado.

Alguns passantes o olhavam intrigados, outros o achavam doido e outros até lhe davam dinheiro. Todos os dias, antes de dormir, ele contava o dinheiro e notava que a cada dia a quantia era maior. Numa bela manhã, um importante e arrojado executivo, que já o observava há algum tempo, aproximou-se e disse:

- Você é muito criativo! Não gostaria de colaborar numa campanha da empresa?

Vamos lá. Só tenho a ganhar, respondeu o mendigo.

Após um caprichado banho e com roupas novas, foi levado para a empresa. Daí para frente sua vida foi uma seqüência de sucessos e ele se tornou um dos sócios majoritários.

Numa entrevista coletiva a imprensa, ele esclareceu como conseguiria sair da mendicância para tão alta posição:

- Bem, houve época em que eu costumava me sentar nas calçadas com uma placa ao lado, que dizia: Sou um nada neste mundo! Ninguém me ajuda! Não tenho onde morar! Sou um homem fracassado e maltratado pela vida! Não consigo um misero emprego que me renda alguns trocados! Mal consigo sobreviver! As coisas iam de mal a pior quando, certa noite, achei um livro e nele atentei para um trecho que dizia: Tudo que você fala a seu respeito vai se reforçando. Por pior que esteja a sua vida, diga que tudo vai bem. Por mais que você não goste da sua aparência, afirme-se bonito. Por mais pobre que seja você, diga a si mesmo e aos outros que você é próspero.

Aquilo me tocou profundamente e, como nada tinha a perder, decidi trocar os dizeres da placa para:

Vejam como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem humorado.

E a partir desse dia tudo começou a mudar, a vida me trouxe a pessoa certa para tudo oi que eu precisava, até que cheguei onde estou hoje. Tive apenas que entender o poder das palavras.

O universo sempre apoiará tudo o que dissermos, escrevermos ou pensarmos a nosso respeito e isso acabará se manifestando em nossa vida como realidade.

Enquanto afirmarmos que tudo vai mal, que nossa aparência é horrível, que nossos bens materiais são ínfimos, a tendência é que as coisas fiquem pior ainda, pois o universo as reforçará. Ele materialize em nossa vida todas as nossas crenças.

Uma repórter, ironicamente, questionou:

- O senhor está querendo dizer que algumas palavras escritas numa simples placa modificaram a sua vida?

Respondeu o homem, cheio de bom humor:

- Claro que não, minha ingênua amiga! Primeiro eu tive que acreditar!





Autor Desconhecido

quarta-feira, 23 de março de 2011

Pense nisso!

Equilíbrio - Jamais perca o seu :*

Equilíbrio - Jamais perca o seu !



“Quem não compreende o silêncio ainda não está pronto para ser flor."Rita Apoena

Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável.

Fazer exercícios sem almejar passarelas,
trabalhar sem almejar o estrelato,
amar sem almejar o eterno.
Olhe para o relógio: hora de acordar.
É importante pensar-se ao extremo,
buscar lá dentro o que nos mobiliza, instiga e conduz
mas sem exigir-se desumanamente.
A vida não é um jogo
onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio.
Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade.


Mario Quintana

Nada tem graça se não for bom para o seu corpo, leve para seu espírito e agradável para seu coração.


Nada tem graça se não for bom para o seu corpo, leve para seu espírito e agradável para seu coração.

"Tudo o que é emitido retorna à fonte. E esta fonte é você."
 
   O verso tem reversoO direito tem avessoO de graça tem seu preçoA vida tem contráriosE a saudade é um lugarQue só chega quem amouE que o ódio é uma forma tão estranha de amar

Sou pessoa de dentro pra fora.

Minha beleza está na minha essência e no meu caráter.
Acredito em sonhos, não em utopia. Mas quando sonho, sonho alto.
Estou aqui é pra viver, cair, aprender, levantar e seguir em frente.
Sou isso hoje.
Amanhã, já me reinventei.
Reinvento-me sempre que a vida pede um pouco mais de mim.
Sou complexa, sou mistura, sou mulher com cara de menina…


Tati Bernardi

"E se o quetanto buscas sóexiste em tua límpidaloucura , que importa?isso... exatamenteisso, é o teudiamante mais puro!"[ Mario Quintana ]

"E se o que

tanto buscas só
existe em tua límpida
loucura , que importa?
isso... exatamente
isso, é o teu
diamante mais puro!"

[ Mario Quintana ]



(...) é chegada a hora de admirar os frutos das suas atitudes bem tomadas. É chegado o tempo de compreender o seu valor e sua importância, a despeito de algumas pessoas não terem olhos para isso. À medida que você toma consciência de sua singularidade e do quanto você é especial, os outros não têm escolha, a não ser lhe respeitar e admirar – e até mesmo invejar. Mas não tema a inveja, caso ela surja. As únicas pessoas não-invejáveis são as medíocres e isso é uma coisa que você não quererá ser.


Aninha*

Deus é fiel!

terça-feira, 22 de março de 2011

Papel picado ao vento



 
Um senhor, há muito tempo, tanto falou que seu vizinho era ladrão que o rapaz acabou preso! Dias depois, descobriram que era inocente. O rapaz foi solto, e processou o homem.

No tribunal, o velho diz ao juiz: Comentários não causam tanto mal.

E o juiz responde: Escreva os comentários num papel, "depois pique e jogue os pedaços no caminho de casa. Amanhã, volte para ouvir a sentença.

O senhor obedeceu e voltou no dia seguinte. Antes da sentença, terá que catar os pedaços de papel que espalhou ontem", disse o juiz.

Responde o velho: Não posso fazer isso. O vento deve tê-los espalhado, já não sei onde estão.

Responde o juiz: Da mesma maneira, um simples comentário pode destruir a honra de um homem, a ponto de não podermos consertar o mal.

Se não se pode falar bem de uma pessoa, é melhor que não se diga nada. Sejamos donos de nossa boca, para não sermos escravos de nossas palavras.